DEPRESSÃO PÓS- PARTO

A depressão pós-parto ocorre logo após o parto. Os sintomas incluem tristeza e desesperança. Muitas novas mães experimentam alterações de humor e crises de choro após o parto, que se desvanecem rapidamente. Elas acontecem principalmente devido às alterações hormonais decorrentes do término da gravidez. No entanto, algumas mães experimentam esses sintomas com mais intensidade, dando origem à depressão pós-parto. Raramente, pode ocorrer uma forma extrema de depressão pós-parto, conhecida como psicose pós-parto.

Acreditava-se que somente as mães sofriam desse mal, no entanto, novos estudos mostram que elas também podem afetar os pais.

Depressão pós-parto não é uma falha de caráter ou uma fraqueza. Se você tem depressão pós-parto, o tratamento imediato pode ajudar a gerir os seus sintomas e desfrutar de seu bebê.

Causas
Não há uma única causa para depressão pós-parto. Fatores físicos, emocionais e de estilo de vida podem influenciar de alguma forma no surgimento da doença.

Diagnóstico de Depressão pós-parto
O Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM) da Associação Americana de Psiquiatria considera depressão pós-parto um subtipo de depressão maior. De acordo com o manual, para depressão pós-parto ser diagnosticada, os sinais e sintomas da depressão devem se desenvolver dentro de quatro semanas após o parto. Sinais de um episódio depressivo incluem, em parte:

-Humor deprimido na maior parte do dia, quase todos os dias
-Redução de interesse e prazer nas atividades
-Mudança significativa no apetite ou mudança inesperada no peso
-Incapacidade de dormir (insônia) ou sonolência excessiva (hipersonia)
-Agitação ou movimentos mais lentos
-Fadiga ou falta de energia
-Sentimentos de inutilidade
-Capacidade reduzida de pensar, concentrar-se ou tomar decisões
-Pensamentos recorrentes de morte ou suicídio.

Para distinguir entre um caso de curto prazo e uma forma mais grave de depressão, o médico ou médica pode pedir para você preencher um questionário de triagem de depressão. Além disso, o médico provavelmente irá realizar exames de sangue para determinar se uma disfunção da tiroide está contribuindo no quadro.

Se há histórico pessoal de depressão, depressão pós-parto, psicose pós-parto ou transtorno bipolar, é importante acompanhar com o médico ou médica de perto antes mesmo dos sintomas começarem. Alguns especialistas sugerem que as mulheres de alto risco tenham seu primeiro check-up pós-natal três ou quatro semanas após o parto, em vez das habituais seis semanas.

Apresentou alguns desses sintomas?
Procure um profissional qualificado.
Até mesmo um hospital do SUS.
Depressão não é brincadeira, é uma doença séria e requer tratamento e acompanhamento.
Cuide de si, e se acha que não precisa muito, faça isso pelos seus familiares e amigos, pessoas que te amam !

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog