Tava pensando no último verso do soneto 80 de shakespeare: O meu amor foi a minha ruína...

Eu fiquei me perguntando como o amor pode ser a ruína de alguém?

Quando um amigo me fez aprender a gostar do meu sorriso torto e parar de desdenhar dos meus olhos castanhos: O amor dele ruiu meus complexos.
Quando minha mãe me ajudou a lidar melhor com uma determinada situação que me fazia mal: o amor dela ruiu meus medos.
Quando uma prima me explicou que amar/amizade/relações não eram baseadas em presença. que algumas pessoas se afastam mesmo por determinados períodos e ok porque elas me amam mesmo assim, elas são amigas mesmo assim, são relações mesmo assim: O amor dela ruiu meus preconceitos. 
O amor é a ruína de alguém, mas não no sentido de danificá-lo, porque se ele faz algo ruir, ele reconstrói: melhor e mais bonito. ❤🙏

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog